Menina, Mulher & Mãe

As mães têm medo do escuro

Vou contar-te um segredo, promete-me que não dizes a ninguém. Aproxima-te mais, não quero que nos oiçam. Sabes, a verdade é que as mães têm medo do escuro.

Quando nasce uma mãe, existe um caminho que se percorre no escuro com um bebé nos braços. “É só ir em frente”, dizem os mais experientes, esquecendo-se que para quem não conhece o percurso, andar no escuro é assustador – são tantas as dúvidas e incertezas. Dás o primeiro passo a medo, é tudo novo – “Estarei a ir no caminho certo? Será que devo ir mais rápido ou mais devagar? Se colocar o pé ali, será que vou cair?”. Invadida pelo receio e pelas dúvidas vais dando um passo, depois outro, ainda sem certeza se estarás a ir no caminho certo. Ainda assim, não existe outra hipótese, há que seguir em frente.

Ao longo do percurso vais encontrando locais cheios de luz e cor, sentes-te feliz e plena, olhas para o teu bebé e por momentos acreditas  que estão a ir na direcção certa. Ainda assim, esses locais vão-se intercalando com outros mais sombrios, no trajecto tropeças e cais, sentes-te frustrada pois eras capaz de jurar que estavam a ir tão bem. À frustração junta-se a culpa que te aponta o dedo por não conseguires fazer o caminho de olhos fechados e a dada altura dás por ti a rever todos os passos que pensas terem sido mal dados e no impacto que têm no teu filho.

A dada altura, no pico da exaustão (sim, caminhar no escuro com um bebé ao colo é desgastante), sentes vontade de gritar: “Por que raios passa por aqui tanta gente e ainda ninguém criou um mapa? Por que não me avisaram que estaria tão escuro aqui?”. Parece tão simples, bastava criar um guia por onde quem por ali passa se pudesse orientar. A verdade é que apenas te podem colocar algumas velas no caminho como forma de o iluminarem mais um bocadinho; não existem percursos iguais, não tentes ver no chão as pegadas que os outros foram deixando, a forma como caminham é diferente da tua e os seus destinos, de acordo com o que viveram e aquilo em que acreditam, também o serão.

No meio do escuro, com as emoções à flor da pele, é fácil comparares-te  com quem vai mais à frente e esqueceres-te de olhar ao teu redor. Se o fizeres, poderás ver outras mães com os seus filhos ao colo, com tantas dúvidas e incertezas como tu, com receio de não estarem a seguir o melhor caminho, a culparem-se por cada passo que as levou a tropeçar. Podes continuar a fingir que tens a certeza do que estás a fazer ou olhá-las nos olhos enquanto assumes que lidas com o mesmo; aposto que se caminharem de mãos dadas, iluminando os percursos umas das outras, o percurso será mais fácil para todas.

Vou contar-te um segredo que talvez só seja secreto para quem não tem filhos: todas as mães têm medo do escuro, não és só tu.

escuro 3

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s