Actividades em Família

Festa dos Maios – Recomendo

O flyer apareceu-me à frente, assim de repente. Uma vez que estava sem ideias para esse fim-de-semana, decidi espreitar. Assim que percebi que era no meio da natureza, que envolvia o contacto com animais  e actividades rurais, ficou marcado.

No sábado (6 de Maio), o primeiro dia do evento, fomos até à Quinta do Pisão, em Alcabideche. À entrada da Quinta estão alguns jovens (o staff é composto maioritariamente por jovens, o que achei uma excelente iniciativa) que nos indicam se existem lugares de estacionamento vagos junto ao local das actividades – o caminho é relativamente longo para ir a pé, aconselho-vos a ir de carro ou, pelo menos, a levarem um carrinho se se fizerem acompanhar por miúdos mais pequenos (se forem com miúdos mais crescidos preparem-se para responder 435 vezes à pergunta “já estamos a chegar?”). O parque de estacionamento da Quinta é pequeno, se forem daquelas stressadinhas que não gostam de circular com o carro em locais apertados (yup, sou eu!) vão à pendura.

À entrada do recinto existem várias barraquinhas/rolotes com diferentes tipos de comida e onde podem comprar aquelas coisas que por vezes desaparecem misteriosamente (“eu trouxe a água da miúda, tenho a certeza, já procuraste bem?”). Depois disso, à vossa direita, têm umas escadinhas que dão acesso à primeira parte gira deste evento – as aves de rapina. A Letícia ficou fascinada embora não se aproximasse muito, como podem ver nas fotos (respeitinho é muito bonito).

Por sugestão de uma colaboradora, participámos num passeio sensorial por um trilho que existe junto ao recinto. Neste passeio existem algumas figuras de animais estrategicamente misturadas por entre a vegetação, para as encontrar os pequenotes precisam de ir concentrados. A certa altura colocaram-lhes uma venda e, com o intuito de identificarem vários elementos, mexeram em folhas com diversas texturas, pedras, musgo, tudo o que naturalmente se encontra naquele espaço (estamos mesmo no meio da natureza); de seguida, ainda com as vendas, foi-lhes pedido que ouvissem os sons que os rodeiam (torci tanto para que a Leti não dissesse nenhuma das suas larachas que me fazem rir como uma tonta). Entretanto os meninos receberam uma grelha para preencherem sobre elementos que iriam encontrar ao longo do percurso; confesso que nesta fase a Leti já estava saturada, e como preencher grelhas não é a sua actividade favorita, simpaticamente abandonámos o passeio. Cada criança é diferente, contudo diria que esta actividade é apenas indicada a partir dos 4 anos (na melhor das hipóteses); para os mais pequenotes torna-se demasiado aborrecido.

A verdadeira festa começou aqui, quando nos dirigimos para o outro recinto – o dos cavalos e dos burros. Enquanto esperávamos que fosse a nossa vez de andar de charrete, a Leti foi andar de burro. Na fila existiam outras crianças da idade dela que pediam para andar mas ao aproximar-se do burro começavam a chorar. Preparei-me para enfrentar o mesmo, já me imaginava a entrar no recinto e a sair de imediato; assim que a coloquei em cima do burro ela fez um movimento com a anca e disse “anda, cavalinho!”. Pois é! Como não havia mais ninguém para andar (por sorte dela desapareceram todos) deu umas 527 voltas ao recinto, sempre a exigir que a deixasse ir sem apoio, isto é, sem lhe tocar, “não toca, menina” e “deixa a menina” foram as “músicas” que se fizeram ouvir ao longo do passeio. Acreditam que quando o burro dava algum solavanco, e ela ia mais para trás, se ria imenso?  Vou envelhecer rápido com esta malandrona!

No final demos uma volta de charrete (ela adorou!) por parte da Quinta e passámos pela horta biológica. Levem algum dinheiro em mão, assim aproveitam para trazer uns legumes biológicos para os vossos rebentos.

Não andámos mesmo a cavalo pois a fila era gigante!

A Festa dos Maios termina este fim-de-semana (dia 14 de Maio). Espreitem  os diversos ateliers que eles oferecem e inscrevam-se se for caso disso (alguns têm vagas limitadas). Aproveitem esta oportunidade para estar em família. Não engorda e é gratuito 😉

Deixo-vos o link do evento – http://www.cm-cascais.pt/evento/festa-dos-maios

P.s: Para quem se preocupa com animais, como nós, estes eventos têm sempre o seu lado menos cor-de-rosa. Não obstante, percebi que os animais que ali estavam vivem mesmo na Quinta e habitualmente andam em liberdade.

Anúncios
Standard

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s